Alexandre Sena Show #04 – Facebook e SEO

CuboASShow

No ar, o quarto episódio do Alexandre Sena Show. Você pode ouvir a edição no player acima ou baixando o link no final deste post.

O tema principal desta edição é o Search Engine Optimization (SEO), o processo de otimização de sites para que eles apareçam em destaque no Google e em outros mecanismos de busca. Explico por que o SEO perdeu bastante o atrativo que possuía há alguns anos, por conta do avanço do Facebook como porta de entrada para os conteúdos consumidos na Internet (ouça um trecho desse assunto no SoundCloud).

Para variar, a crise política nacional é o outro tema abordado neste episódio. Analiso a saída do PMDB do governo Dilma e suas implicações no processo de impeachment (ouça um trecho desse assunto no SoundCloud). Falo também sobre o protagonismo do juiz Sérgio Moro e a expectativa com a super delação dos executivos da Odebrecht.

Ainda nesta edição, comento sobre a estreia dos Drops do Sena. E, no Giro Pelos Podcasts, apresento trecho dos podcasts Braincast, Café Brasil e Fronteiras das Ciências.

Na parte musical, os sucessos pop de Ed Sheeran, com Photograph, e Mike Posner, com I Took a Pill in Ibiza. Também toco um trance “das antigas”, As The Rush Comes, com Motorcycle, na versão de quase 12 minutos (!), remixada por Markus Schulz.

Comentários sobre o programa podem ser enviados para o meu e-mail, alexandresena@gmail.com, ou pelo Facebook. Visite nossa fanpage ou deixe o comentário no formulário mais abaixo.

Seja um patrono do podcast! Doe qualquer valor por meio do Patreon.

Assine nosso feed RSS.

Baixe a íntegra deste episódio (formato MP3, 43 MB, 44m37s)

Alexandre Sena Show #03 – Evernote e crise política

canecaevernote

No ar, o terceiro episódio do Alexandre Sena Show! Você pode ouvir no player acima ou baixando o link no final deste post.

Política e tecnologia da informação voltam a dominar a pauta do podcast. O desdobramento da crise política no Brasil mereceu um bom espaço nesta edição, com o governo Dilma Rousseff se desmanchando em meio às grandes manifestações pró-impeachment do último domingo, às delações da Lava-Jato e à piora na economia. Explico por que a situação está complicada não só para o PT mas também para caciques de outros partidos, como Aécio Neves, Geraldo Alckimin e Renan Calheiros. Falo sobre a delação de Delcídio do Amaral e apresento trecho da gravação em que Aloísio Mercadante tenta comprar o silêncio de Delcídio. Comento, ainda, a aliança entre o PMDB oposicionista e os tucanos, para tentar acelerar o processo de impeachment no Congresso. E falo também sobre a ida de Lula para a Casa Civil, a última cartada dos petistas para tentar livrar o ex-presidente da prisão e salvar o governo do PT (ouça um trecho desse assunto no SoundCloud).

A política está tão dinâmica que tive que fazer um adendo de última hora, comentando sobre o vazamento da conversa entre Lula e Dilma, na qual fica claro que a indicação do ex-presidente para a Casa Civil foi realmente uma manobra para evitar sua prisão (ouça um trecho do meu comentário no SoundCloud) .

Outro assunto deste episódio é o Evernote, o badalado programa de armazenamento e compartilhamento de anotações e arquivos. Explico o funcionamento do aplicativo e mostro como ele pode ser útil para organizar sua vida profissional, acadêmica e pessoal. E trago uma rápida entrevista com o blogueiro e podcaster Vladimir Campos, um dos grandes entusiastas do Evernote no Brasil (ouça um trecho da entrevista no SoundCloud).

No Giro pelos Podcasts, falo sobre o PontoCast, o Ex-Machina e o Morte e Vida José. Vocês vão poder ouvir trechos das últimas edições desses podcasts, para conhecer e acompanhar.

Na parte musical, trago duas atrações do festival Lollapalooza 2016, que ocorreu em São Paulo: o pop inglês de Marina and The Diamonds, com Blue, e o soul rock americano de Alabama Shakes, com Don’t Wanna Fight, vencedora do Grammy este ano, na categoria rock. Também apresento o divertido samba de Boca Nervosa, Não É Nada Meu, ironizando a situação de Lula.

Comentários sobre esta edição, seja escritos ou em áudio, podem ser enviados para o meu e-mail, alexandresena@gmail.com, ou pelo Facebook. Visite nossa fanpage ou deixe o comentário no formulário mais abaixo.

Ajude-me a manter o Alexandre Sena Show! Seja um patrono do podcast, doando qualquer valor por meio do Patreon.

Assine nosso feed RSS.

Baixe a íntegra deste episódio (formato MP3, 53,5 MB, 55m30s)

Mais Periscope…

Assista no YouTube à reprise do Periscope que fiz na última sexta-feira, comentando sobre os assuntos abordados na edição 2 do Alexandre Sena Show.

Parte 1 – comentários sobre a crise política

Parte 2 – comentários sobre os apps Snapchat e Periscope

O maior inimigo do PT é o próprio PT

Desde sua fundação, o pior inimigo do PT é o próprio PT, por mais que eles tentem culpar a oposição, a direita e as “zelites”. Há, como sempre, uma guerra fratricida dentro do próprio PT – Lula X Dilma X Dirceu X Cardozo X Delcídio X Wagner X Mercadante X etc., etc… E essa autofagia pode ruir de vez com o partido que polariza ódios e amores na política brasileira.

Parece-me claro que Delcídio do Amaral implicou Lula e Dilma na Lava-Jato para se vingar por ter sido abandonado pelo PT e pelo Planalto após sua prisão – prisão esta supostamente provocada por uma operação mal-sucedida de cooptação do Nestor Cerveró, arquitetada por Lula.

A vingança se concretiza, simbolicamente, no Lula sendo levado coercitivamente para depor na Polícia Federal. O palco está armado para as manifestações do próximo dia 13 e a tendência é o circo pegar fogo de vez.

Ainda há uma (remota) chance do Lula sair de vítima dessa história e virar o jogo. Mas, se a eleição presidencial vier a ser antecipada, com Dilma saindo do Planalto ainda este ano, o calor dos eventos da Lava-Jato praticamente aniquila as chances eleitorais do PT. Este ano, até agora, está sendo um dos mais quentes da história republicana. Aguardemos o que ainda vem por aí.

Comente este texto no Facebook, clicando aqui ou usando o formulário mais abaixo.